Técnica Matadora de como ser gentil é um ingrediente indispensável no casal

0

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

O amor se alimenta de pequenos detalhes

ser gentil é um ingrediente indispensável no casal.  – Um desses detalhes é ser gentil com a pessoa que você ama. Durante a fase de namoro, homens e mulheres, esforçar-se para ser atencioso e amigável com o seu parceiro, porque eles estão em fase de conquista. Mas após esse período e celebrado o casamento, esqueça esta ferramenta tão útil e necessária para uma boa e agradável coexistência.

Dizem que uma pessoa bondosa é aquela que “por sua atitude afável, complacente e afetuosa é digna de ser amada”. Quando você cultivar a bondade como um valor e praticá-la em todos os momentos com seu parceiro, você se sentirá amado e valorizado por você; gerando um desejo de corresponder da mesma maneira. A Bíblia ensina que: “… o que o homem semear, isso também ceifará”.Você pode semear no coração do amor de sua esposa, sendo gentil.

A verdadeira bondade é espontânea, natural e sem nenhum interesse egoísta. Pelo contrário, é algo que surge de um interesse genuíno pela outra pessoa e faz com que ele se sinta amado. O amor não busca o seu próprio, não é egoísta, mas pensa no outro primeiro, e a bondade nos dá essa experiência.

É importante ser gentil com nosso parceiro, porque nos permite desenvolver um ambiente onde a harmonia, a paz e a afabilidade são vivenciadas. Há casas onde a coexistência é baseada no respeito, bom tratamento, aceitação do outro, como resultado de ser gentil com o outro. Além disso, alguns dizem que colocar em prática a bondade melhora nossa saúde.

Alguns aspectos de como praticar bondade

Respeite e reconheça os direitos de seu cônjuge de pensar de maneira diferente de você. Trate seu parceiro da mesma maneira que você gostaria de ser tratado. Seja complacente quando eles pedirem um favor ou pedirem sua ajuda.

Não se esqueça de agradecer, pedir desculpas e por favor; Isso fará com que o relacionamento com seu parceiro e outros membros da família seja mais agradável.

Procure sempre o melhor do seu parceiro, não se concentre no negativo, assim você sempre terá uma palavra de encorajamento e motivação para ele ou ela. Expresse uma atitude de fé, de otimismo, enfrentando as crises da vida. Como diz o ditado popular: “Para mau tempo bom rosto”.

Um sorriso não custa nada, então sempre tenha um com você e compartilhe-o o tempo todo com seus entes queridos. Seja solidário, otimista e colaborativo em casa. Sempre esteja disposto a dar o seu melhor.

Cultive um bom tratamento. Procure novas maneiras de demonstrar sua gentileza, cortesia e respeito pelo seu parceiro. Não esqueça as boas maneiras. Estas são uma maneira de mostrar sua cortesia, educação e gentileza.

 A Amizade é o segredo do sucesso

“Ser gentil e generoso faz com que você perceba os outros positivamente e estimule a colaboração. Isso nos dá uma sensação de eficácia, controle sobre nossa vida, aumenta a confiança e otimismo e promove que você se sinta útil ” O amor no casal é bem sucedido quando somos gentis, não paramos de praticá-lo.

A importância de ser legal com nosso parceiro

Comunicação no casal Você tem que ser legal com todos, mas às vezes a confiança e a rotina levam a negligenciar o parceiro. O tema costuma ser dito que o amor é como plantas e que você precisa regá-lo todos os dias. Não é preciso muito kitsch para garantir que um relacionamento se concretize.

Além do respeito, o detalhe de contar a ele de vez em quando, sem premeditação ou hipocrisia, algo de bonito contribui decisivamente. Basta olhar para isso e ouvir nossos sentimentos e deixá-los sair com palavras.

Algo simples, mas que nos fará sentir melhor para nós e para o nosso parceiro, porque quem vive, persiste ou pensa em nós merece a nossa atenção para olhar para ele e nossa atenção.

Não há imagem mais terrível do que um casal que compartilha uma caminhada, um banco ou uma mesa de restaurante e, apesar de não estar com raiva, eles não falam ou sequer se olham. Falta de comunicação e rotina em grandes doses. Vamos ver algumas dicas.

Quando alguém começa um relacionamento de sedução, muitas vezes se estilar com as chamadas de “mentiras apresentação”, ela envaidece e cuida trajes, atenção aos detalhes e temas é fornecido, é pontual, ele responde a todas as solicitações da pessoa que nos deslumbra, etc.

Quando o relacionamento se estabiliza, quanto mais quando o casamento chega, os detalhes ficam em segundo plano e às vezes até desaparecem. E não deveria ser assim, porque temos o dever de fazer nosso parceiro se sentir bem, e se tivermos a chave em nossa atitude de fazê-lo sentir que “esse pode ser um ótimo dia”, vamos fazê-lo. Nós não perdemos nada e nosso relacionamento vai ganhar muito.

Não há necessidade de olhos embasbacados ou arrebatamento constante. Basta olhar para ele ou olhar para ele (não é o mesmo para “ver” como “olhar”) e, mais importante, para dizer algo de bom, que sempre existe. O rumo, o comentário, o cheiro, o jeito de se mexer, a atitude em relação a um problema. Nada é perdido por dizer algo de bom para quem nos dá o seu tempo e carinho. Um presente simples e diário que não custa. Não é adulação.

O detalhe deve ser concreta

Melhor dizer “você é bonito” do que dizer algo sobre seus cílios, orelhas ou joelhos, por exemplo (e o diminutivo é usado, uma nota amorosa e próxima é adicionada). Além de obedecer a algo que diz e dá a razão, é o “eu amo como você fala ou expressa”, ou similar. Nem é errado apontar um fragmento de canção ou poema cuja beleza expressiva nos lembra disso.

O Poder ser original:

Os elogios ou os elogios típicos e pré-fabricados são desvalorizados no mercado do amor. E se nada nos acontece, há sempre o gesto de cúmplice: um toque de mão furtivo, um beijo inesperado na bochecha, uma carícia ocasional. Há um tipo de beijo para todas as ocasiões. Tudo se soma. E não faça nada, subtraia.

Mas pelo menos diga algo diferente das obrigações cotidianas, trabalho, social ou fofoca. Algo sobre o nosso parceiro. Só isso. Devemos reconhecer que não temos um pouco de imaginação para isso? Ou devemos reconhecer que já extinguiu sem brasas o que nos uniu?

 

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.