Como Mudar Um Hábito Ruim

0

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Você tem algum hábito ruim que não consegue controlar? Por exemplo, conferir as notificações do celular de cinco em cinco minutos durante um encontro com os seus amigos, atender a uma ligação que não é importante quando você deveria estar totalmente focado no seu trabalho ou desligar o despertador/ativar a função soneca para ter mais cinco minutinhos de sono?

Saiba que:

O que você está fazendo neste exato momento é consequência dos seus hábitos.

Se você está em forma ou não é uma consequência dos seus hábitos.

Se você é feliz ou não é uma consequência dos seus hábitos.

Se você tem sucesso ou não é uma consequência dos seus hábitos.

Um hábito é um comportamento que você adota, consciente ou inconscientemente, que se repete por um tempo determinado ou não e que se torna cada vez mais inconsciente, ou seja, quanto mais você faz aquela ação, mais você tende a repeti-la inconscientemente.

Assim como hábitos bons, nós também temos hábitos ruins. Da mesma forma como um hábito bom pode influenciar positivamente no seu dia e no seu humor, um hábito ruim pode impactar no seu humor, na qualidade e rendimento do seu trabalho e na sua qualidade de vida também. Sempre chegar atrasado no trabalho, procrastinar, passar mais tempo nas redes sociais que focado no trabalho, ignorar o despertador pela manhã ou ativa a função soneca são exemplos muito comuns de hábitos ruins. Mas como quebrar esses hábitos ou substituí-los por bons hábitos?

Por mais que pareça fácil mudar os hábitos ruins, é um pouco mais complicado que isso. Por quê? Bem, se desfazer de um hábito ruim é mais difícil que parece porque isso envolve o nível do subconsciente, que se adapta às suas ações automaticamente e aos poucos. As ações ou os pensamentos inconscientes são baseados nas nossas experiências, ou seja, se você já fez algo que lhe proporcionou um momento bom antes, você tende a repetir essa ação de novo, e de novo, e de novo até ela se tornar um hábito.

Por exemplo, se você prefere usar o facebook em vez de trabalhar, você tende a ter o hábito de verificar sua rede social de vez em quando para “dar um tempo” daquilo que você está fazendo e que exige um pouco mais de você. A tendência de repetir ações que nos trazem prazer se dá pelo fato de o nosso cérebro liberar dopamina, um neurotransmissor fundamental para a motivação, foco e produtividade.

COMO OS HÁBITOS SÃO FORMADOS?

Tem um sistema muito eficiente que explica perfeitamente bem como um hábito é formado. Isto é, todo hábito, seja ele bom ou ruim, é composto pelo mesmo sistema que segue 3 etapas:
Etapa 1: Gatilho (um estímulo que desencadeia um comportamento)
Etapa 2: Comportamento (uma ação que você faz)
Etapa 3: Recompensa (um benefício que você ganha pela ação que você fez)
Por exemplo: o seu despertador toca (gatilho), você levanta da cama (comportamento), se arruma, toma café da manhã, vai para o trabalho e chega no horário, sem estresse e de bom humor (recompensa).

COMO VOCÊ PODE ADOTAR HÁBITOS MAIS SAUDÁVEIS?

Planeje: uma ação consciente te ajuda a desfazer hábitos ruins. Ficar apenas no “eu vou” ou “eu quero” não é suficiente para você abandonar um hábito ruim e ser bem sucedido nisso. Você precisa ter um plano concreto que te ajude a fazer o que você quer. Uma boa forma de incorporar esta mudança de hábito na sua vida são as metas e objetivos pessoais. Isso te ajuda a mudar aos poucos o seus hábitos e te proporciona progresso regular e contínuo.
Vá com calma e comece pelas pequenas mudanças: adotar hábitos saudáveis demanda tempo e esforço, por isso você precisa ser bem paciente. Comece a adotar novos hábitos mudando pequenas coisas do seu dia, como, por exemplo, levantar quando o despertador tocar em vez de ativar a função soneca; cumprimentar as pessoas que fazem parte do seu dia; ser grato pelas suas conquistas; se exercitar 30 minutos por dia; adotar uma dieta mais balanceada, etc. No início você vai precisar se policiar para conseguir quebrar seus hábitos ruins, mas aos poucos você vai alcançar seus objetivos traçados.

Visualize você tendo sucesso: visualize-se em um momento no futuro sem aquele hábito ruim, seja lá qual for o hábito. Imagine-se sem aquele vício ruim ou sem aquele pensamento negativo e se veja tendo sucesso em alcançar esses objetivos. Se apegue a este pensamento e motive-se sempre para não abandonar seus novos hábitos.

Treine o seu cérebro para pensar de forma diferente: quando você tem uma crença e não está disposto a aceitar outras crenças, fica mais difícil de desapegar. Por exemplo, se você tem a crença de que você não é capaz de largar o seu vício em cigarros, é provável que você não consiga largar este vício, mas se você condicionar, treinar o seu cérebro a pensar de forma diferente, a pensar que você é capaz sim de largar o fumo, você vai começar a pensar de forma diferente, o que vai influenciar muito no seu processo de mudança de hábito.

O QUE FAZER DAQUI PARA FRENTE?

A forma mais fácil de dar início ao seu processo de mudança de hábito é identificar qual é o hábito e quantas vezes você repete ele por dia. Escreva em um pedaço de papel e toda vez que você praticar este hábito, marque no papel. Você precisa identificar qual é o gatilho do seu hábito, pois assim fica mais fácil para você saber quais atitudes você pode fazer para mudar.
Tudo isso envolve um processo de mudança que não acontece do dia para a noite. Um hábito é um comportamento que se repete com um padrão e que se torna automático com o tempo. Às vezes os hábitos são positivos e às vezes não.
Pra mudar um hábito ruim, você precisa, primeiro, saber qual hábito você quer mudar, gerar um novo estímulo para mudar o hábito, praticar uma ação que realmente vai te ajudar a mudar o hábito ruim para, finalmente, conseguir mudar e não precisar ficar se policiando eternamente.

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.